quinta-feira, 10 de março de 2011

Diário de uma recém formada, na sua semana de colar e bailar...

Belisca-me quando eu terminar, porque acho que estou sonhando novamente...
Tudo tão lindo, surpreendente e emocionante... Eu colei, bailei, chorei e sorrirei lembrando tais momentos!!!
É meio bobo escrever por aqui minhas emoções cotidianas, mas afinal de contas o blog atende por um nome que tem que zelar pelo conteúdo de vida dessa pessoa que vos fala, se é um Un peu de moi (Um pouco de mim), uma vez ou outra minhas próprias palavras têm que falar por mim. E assim como Clarice devaneia em palavras ‘‘ em cada palavra bate um coração’’ em cada uma das minhas bate os corações da torcida do flamengo! E eu vou escrever!

COLAÇÃO

Eu colei meu povo!!!Mas, nada tem qualquer semelhança com cola, e sim colação de grau. E eu tô 
‘‘feliz igual pinto no lixo’’, de sorriso de orelha a orelha. E como foi lindo, a princípio acreditei que seria uma cerimônia monótona e chata, e todos os meus conceitos caíram por terra quando eu cheguei ao local, na verdade não era bem o local, eram as sensações que pairavam naquele lugar e tudo se misturando as minhas emoções naquela hora já sabe no que deu né? Borrei minha maquiagem! Segundos depois de me recuperar...Vesti minha beca e o tal do pelerim, que eu havia pago mas não tinha a menor ideia do que era, só sei que ficou lindo. E meus familiares e amigos? Nossa, obrigada Deus! Cada um que chegava dava mais brilho aquela cerimônia (ai, vou chorar novamente) e enfim, tudo começou  ás 9h do dia 01 de março de 2011.
A música começou a tocar... The final countdown do Kansas (e eu adoro essa música), os formandos entrando, o tapete vermelho estirado e nossas emoções nos acompanhando a cada passo sobre o tapete. Um a um, passo a passo, é chegada minha vez... Desce escada, prepara e toma posse Kelly Cristina!! Passos firmes, brilho no olhar e rosto nem tão sorridente(eu tava nervosa) e um coração saltitando de felicidade- é tudo meu, noites em claro, desespero, monografia, cansaço e pessoas lindas por essa jornada incrível da minha vida. Tudo passa como um filme caseiro feito no Movie Maker, eu lutei por isso e hoje estou aqui ‘‘ Deus meu, muito obrigada!’’ e minha galera lá gritando e acenando com balões (ai, tão lindo).
As homenagens aos mestres, o juramento, os sorrisos, as lágrimas tudo ali em um só lugar e eu tentado segurar o choro (pra não borrar a maquiagem) pra depois sair bem nas fotos.
Entrega simbólica dos canudos e... Homenagem aos formandos Canção da América, música linda tocada ao vivíssimo “Pois seja o que vier, venha o que vier ...’’. Sorrisos com o coração, dava pra ver a gratuidade e a pureza dos sentimentos. E finalmente a entrega dos canudos, click’s e mais click’s. E depois, família e amigos pra abraçar, dividir emoções e click’s... tem coisa melhor?
I feel good...tarãããm tarãããm tarãããm, música pra finalizar e jogar os capelos ao ‘’infinito e além’’...Eu tô FOR-MA-DA! Caiu a ficha!

CERIMÔNIA RELIGIOSA, um aborrecimento com a organização...
A cerimônia foi linda, o que estragou foi o começo.
Eu cheguei ao local as 18h45 e a cerimônia iria ter inicio as 20h30, antes uma sessão de fotos oficial com beca pra o álbum de formatura, porque as fotos da colação foram feitas por uma empresa contratada pela facul., isto é empresa diferente, desembolsar din din mais tarde.
Bom eu tava de calça jeans, chinelo de dedo e blusinha simples, eu tinha acabado de sair do trabalho e  meu blazer, estava a km de distância e fotos com chinelo de dedo não iria rolar. Eu fiquei P#7@, pelo descaso das cerimoniais quando eu quis tirar as fotos. Calei-me porque é o que faço quando a minha vontade é de esganar alguém e depois chorei de raiva mais passou e essa parte eu quero esquecer.

O tão esperado BAILE!

Depois que a colação aconteceu e a cerimônia religiosa as borboletas na barriga voavam freneticamente a espera do baile... Que sempre sonhei desde o EM e se pudesse  repetiria pelo menos umas 50 vezes!
11h10, estávamos na La Provence (Eu, mamãe, papai e minhas 2 irmãs), havia chovido um pouco antes e meu lindo salto afundou e o de todo mundo que vinha trás de mim(risos), a maquiagem estava impecável, o vestido também, o cabelo(agora eu tô meio loira), tudo do jeito que eu sempre quis! No salão horas antes, deixei claríssimo como água pura “Moça desculpa, mas a última vez que fiz um penteado aqui a outra moça não fez como eu queria, hoje é minha formatura e eu vou ser meio chata, paciência comigo’’   (a moça do salão deve tá rezando pra eu nunca mais aparecer por lá... Acho que por isso ela me cobrou R$ xxx,xx kkk) o sorriso estampado no rosto e a empolgação nos níveis mais altos, eu estava lá era meu dia! Uhhhuuuuu!!!!
Os meus convidados não haviam chegado esperei um pouco... Chegaram (Ray e Thiago)!! Entramos, estava tudo lindooooo!!! A última vez que eu tinha ido a uma festa tão legal eu havia sido presenteada com o nascimento de um ciso  e não aproveitei NA-DA de tanta dor insuportável! Nota mental naquele segundo ‘‘ VOU ME ACABAR’’(no bom sentido claro!)
A minha mesa era identificada com uma foto da bonitona que vós fala (e eu estava linda também lá... heheh ), sentamos e eu fiquei contemplando TU-DO,  as luzes, flores, a música, as pessoas passando... As sensações misturadas as dos outros formandos, lembrei-me da colação mesmos sentimentos...
E meus convidados? Ainda faltavam 3 e eu estava ansiosa...
Aproveitamos a espera para saciar nossa fome... E eu me aventurar (porque eu não bebo) em um drink que eu nem lembro mais o nome, mas que também não teve nenhum efeito nem antes, nem durante nem depois!Graças!
12h10, quem faltava chegou! Eu tava feliz, ‘‘igual pinto no lixo’’, tava (quase) todo mundo que eu queria lá!!
Aproveitávamos à festa, quando as homenagens começaram e as valsas iriam começar e a ‘‘tal da entrada musical’’(que me tirou do sério).
Lá estou eu na fila vendo e ouvindo tudo mundo entrar com a música que haviam escolhido a meses para aquele dia... E quando chega minha vez, o coração pulando igual grilo assustado adivinha qual música que toca? O tema da Pantera cor de rosa. E a minha música Divano, do grupo Era, onde tá? A cerimonial ‘‘ tem que entrar mesmo não sendo sua música’’ E eu retruquei e fiz birra como os meus alunos: ‘‘Desculpa moça, mais eu não vou entrar... Não vou, não vou, não vou!!!’’. Tinha que acontecer alguma coisa comigo, como se não bastasse o aborrecimento da cerimônia religiosa... E outra, eu ainda sai no telão brigando com a cerimonial... kkk. Minha música tocou depois e eu entrei finalmente...
Depois disso a valsa, ou melhor, as valsas. Uma com o pai, uma com o padrinho (meu pai) e a outra com, com, com... Fiquei lá parada dançando valsa sozinha... Dois prá lá, dois prá cá... Nota mental naquele momento “Oh meu Senhor Jesus, e cadê meu namorado imaginário nessas horas?
Plim, plim, plim... Eis que chega o Henrique, eu A-DO-REI a delicadeza. Mas a Cinderela moderna aqui não tinha até as 4h pra dançar com o príncipe... kkk
Depois vieram mais homenagens, as nossas fotos de todo o curso, pra relembrarmos os momentos bons. E bateu uma nostalgia... Houve horas de você não querer ver mais ninguém da sala, mas era o cansaço e a monografia. Foi bom está com aquela galera linda durante esse 6 semestres.
A festa continuou e eu realmente aproveitei cada segundo, a companhia de cada pessoa, os risos, os abraços, os beijos e a alegria...
Eu, como pedagoga e mulher-menina, desejo que todos os nossos desejos se realizem Turma de Pedagogia 2° Semestre 2010!! E relembrando a música do Milton “Pois seja o que vier, venha o que vier. Qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar...”
Foi tudo muito bom, obrigada Deus por toda essa alegria!! Esta é apenas uma etapa pra alcançar outros sonhos. Sonhos na mochila e coragem pra lutar por eles... Em frente! Amém!


2 comentários:

  1. Parabéns, ainda que atrasado.
    Que Deus continue a segurar sua mão nos outros degraus que virão.
    Abçs

    ResponderExcluir